Roteiro Montevidéu - Dia 1

Antes de ir montei uma tabela com a programação de cada dia. Para o primeiro dia estava previsto: Catedral Metropolitana, Portón de la Ciudad, Plaza Independência, Palácio Salvo e Museo de la Casa de Gobierno, Av. 18 de Julio e Fuente de los Candados, 11H Mirador de la Intendência Municipal, Visita guiada Estádio Centenário e Visita guiada Teatro Sólis.

Em um primeiro momento achamos que tínhamos uma programação bem intensa por lá, mas acabou sendo suuuper tranquilo. Olha só como foi o nosso primeiro dia em Montevidéu:

Ficamos hospedados no hotel Esplendor, que fica na Cidade Velha - próximo a praça da Independência. A ideia era começar no começo do bairro - na Catedral e subir até o outro lado da cidade - o Estádio Centenário.

Descemos a rua que passa em frente ao teatro Sólis. Como a visita guiada só abre mais tarde, continuamos descendo para chegar à Catedral.


A praça em frente à Catedral é tão florida, tem tanta árvore, que a igreja fica até um pouco escondida.


Ela surpreende! É muito linda por dentro. Cheia de detalhes, com esculturas incríveis e domos como os da Europa.


Essa região (e essa rua Sarandí especialmente) é muito agradável. Em seguida curtimos um pouco a praça em frente (aonde no fim da tarde voltamos para tomar uma cerveja).



Continuamos subindo a Sarandí para chegar no Portón de la Ciudad.


Logo atrás do portão está a Plaza Independência, com o Palácio Salvo, o Palácio da Presidência, a Casa de Gobierno e o monumento de homenagem ao General Artigas. Infelizmente, como era carnaval, não conseguimos entrar nos museus desta praça, mas deu para curtir o ambiente. É possível subir no Palácio Salvo, mas apenas às terças e quintas às 16h (segundo um banner estendido na porta) - infelizmente também estava fechado no carnaval.




Nessa praça, há a estátua em homenagem ao General Artigas, que foi a figura mais importantes nas lutas pela independência do Uruguai - apesar de não ter acompanhado a luta até o fim. Embaixo do monumento está o túmulo do general, que pode ser acessado por escadas laterais. No centro está a urna com as cinzas dele e no entorno as datas de suas batalhas.



Depois disso seguimos à pé subindo a Av. 18 de Julio - que é cheia de praças. A primeira que passamos foi a praça Engenheiro Juan Fabini e logo depois a praça Cagancha, com a Columna de La Paz. Isso tudo no caminho para a Fuente de Los Candados, que segue é como a ponte dos cadeados, de Paris. Eu deixei uma homenagem lá <3.



Em seguida fomos para um dos passeios mais incríveis do dia!! No fim da avenida está a Intendência de Montevideo (a prefeitura), que tem um mirante muito legal. A subida no elevador panorâmico é gratuita, basta pegar o bilhete na barraca de informações na porta.


O Mirador de la Intendência é 360º. O mais legal é ver a ponta da cidade, cercada pelo mar. Reconhecer lá de cima todos os lugares que já passamos e identificar aonde mais queríamos ir. Leia mais sobre este passeio aqui.


Almoçamos ali perto mesmo em uma pizzaria rápida, barata e com uma cerveja gelada. Em seguida, pegamos o ônibus 21, na esquina da prefeitura, que levava até o Estádio Centenário - a big cilada da viagem.

Eram 150 pesos (aproximadamente 18 reais) para entrar no museu e mais 100 pesos para entrar no campo, Somos apaixonados por futebol e mesmo assim não tivemos interesse no museu (confira a visita online aqui), porque chegando lá era tudo menos legal do que imaginávamos. Entramos na arquibancada para ver o campo. Valeu para a história, mas o local estava imundo e não chega nem aos pés do nosso Mineirão antes da reforma para a Copa.




Bom, fizemos isso tudo e ainda eram 13h da tarde. O único passeio que faltava no dia era a visita guiada ao Teatro Sólis. Como pesquisamos anteriormente, a visita em português aconteceria às 16h, e essa atração já ficava no "caminho de casa". Tínhamos 3h livres para outros passeios, então resolvemos fazer o que faríamos naquela região no dia seguinte.

Fomos então passear pelas Ramblas (orla) de Montevideo, colocar o pé na areia e no rio (sim, é rio!! Não é mar) e tirar foto no letreiro. Começamos a fazer o caminho de volta para a Cidade Velha.


Depois seguimos para o Parque Rodó, que para a mim foi também um pouco decepcionante. Para quem tem um Inhotim ao lado de casa, é realmente um difícil se apaixonar por outros jardins. O parque de Montevidéu me lembrou um pouco o Jardim Botânico do Rio, só que menor. Cheio de árvores, tranquilo, um ambiente super agradável, com lago e até pedalinho.


De lá pegamos um táxi (para nós, que éramos 4, o táxi ficava o mesmo valor do ônibus, cerca de 100 pesos no total - mais ou menos R$12) para o Teatro Sólis para fazer a visita guiada que mencionamos no início do post. Esse passeio custa 50 pesos por pessoa e eu achei que valeu a pena. Amo teatros e achei esse bem bonito.


Ficamos no Sólis cerca de 1 hora. O dia ainda estava claro, então resolvermos andar para visitar e comer no Mercado do Porto. O lugar é um conjunto de restaurantes, um com a cara melhor que o outro. O que escolhemos estava fantástico! Tudo uma delícia. Não sei dizer qual carne é a melhor do mundo - a uruguaia ou a argentina.


De lá voltamos à pé para o hotel. E assim se encerrou nosso primeiro dia de passeios.

Esse é um post apenas para referência de roteiro. Confira os posts específicos das atrações para mais detalhes. Vou linkar todos aqui a medida que forem escritos.

0 comentários:

Copyright © 2012 Passaporte Pronto?. Copyright © 2012 Logo desenvolvida por Vitor Quinet.