10 Passeios Gratuitos em Paris

Paris, é a cidade mais linda e mais charmosa do mundo. É quase impossível não se apaixonar pela capital da França e, por isso, a vida por lá não é das mais baratas. Para nós, viajantes, economizarmos, fiz uma lista com 10 passeios gratuitos por lá:

1. Place du Tertre em Montmartre - A famosa "Place du Tertre" fica no centro de Montmartre, o ponto mais alto da cidade. Fica na área boêmia de Paris, junto com o famoso Moulin Rouge e o Café Deux Moulin (do filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulain). Para nós, essa praça representa bem o estilo da cidade - muitos artistas de rua desenhando a beleza de Paris, com uma exposição permanente na pracinha, cafés com mesa na calçada, bons restaurantes (aqui fica a melhor sopa de cebola da cidade!), música, entre outros. Este bairro e esta praça são dos lugares mais turísticos da capital, a região mais bucólica e charmosa. A vista das ruelas arborizadas e morros de Montmartre é incrível. A praça fica perto da Basílica de Sacre Coeur de Montmartre, igreja famosa, linda e com a melhor vista de Paris e os seus principais monumentos - Torre Eiffel, Notre-Dame, Arco do Triunfo...

A sopa de cebola incrível que comemos foi no tradicional La Crémaillere, criado na Belle Epoque, no início do século XX.



2.  Basilique du Sacre Coeur de Montmartre - Construída no final do século XIX, a adoração eucarística acontece ininterruptamente, dia e noite, há 125 anos. Sua arquitetura é imponente e linda, bem diferente do estilo gótico proposto pela Notre Dame, por exemplo. Não podemos tirar foto dentro da Basílica, mas para se ter uma ideia, acima do altar fica o mosaico do Cristo na Glória, inaugurado em 1923, por Olivier Merson, H.M. Magne e R. Martin, que possui 475 m², e é um dos maiores mosaicos do mundo. Ele representa o Cristo ressuscitado, vestido de branco, os braços bem abertos, deixando transparecer um coração de ouro. Lindo! Para quem quiser ter uma ideia, clique aqui para ver o site oficial da igreja.

Os visitantes podem acessar a cúpula, o domo, onde a vista de 360​​° de Paris é magnífica. O acesso se faz pelo exterior da Basílica, pelo lado esquerdo. Para subir, são 300 degraus, sem elevador! Horário das visitas: todos os dias das 8h30 às 20h. (de maio a setembro) e de 9h às 17h (de outubro a abril). O preço para visitar o domo e a cripta: é de €8 para adultos, €5 para crianças de 4 a 16 anos. Só o domo o preço é €6 para adultos e €4 de 4 a 16 anos.

Do lado de fora, na escadaria, temos uma vista panorâmica incrível de Paris! Dá para ver todos aqueles monumentos mais famosos. As vezes que passamos por aqui, foram bem alegres. Com direito a ver tudo isso ao som de músicos de rua animados. E para quem ficar com preguiça de descer as longas escadas, ao lado tem um bondinho e  a descida custa uma passagem de metrô.



3. Jardins du Trocaderó - Em frente à Torre Eiffel e ao Sena, é um espaço verde muito mais bonito que o famoso Champ-de-Mars. Fica exatamente do lado oposto dele. Um primeiro jardim foi criado para a Exposição Universal de 1878 com o Palais de Chaillot (ou du Trocadéro), que abriga vários museus, teatros e restaurantes, e a Le Parvis des Droits de l’Homme (A Esplanada dos Direitos Humanos) ao centro. O espaço foi reformado para a Exposição Universal de 1937. O jardim e o palácio oferecem vistas e fotos incríveis da Torre Eiffel com vista para a cidade. Na minha opinião, o melhor lugar para uma foto da família com a torre.

O centro do jardim é marcado pela fonte de Varsóvia (Fontaine de Varsovie), com 20 canhões de água. À noite, um jogo de luzes ilumina as estátuas douradas com cabeças de touro e de cavalo. De cada lado do Palais de Chaillot, tem escadas fazendo o caminho para a Torre com jardins ao longo dos lagos. Na época do Natal, são colocadas várias barracas ao longo do Trocadero com produtos e souveniers parisienses, além de cafés e docerias.

Vendo a Torre do Trocadero

Trocadero visto da Torre Eiffel
Feira de Natal no Trocadero

4. Champs-Elyseés e Jardin des Tuileries - A avenida mais famosa do mundo tem em seus dois extremos ícones de Paris. Começa no Arco do Triunfo e termina nos jardins do Louvre (Jardin des Tuileries). Ao longo da avenida estão marcas reconhecidas mundialmente em meio a cafés com as cadeiras voltadas para a rua. A região é cara, mas é uma delícia passear aqui. Que delícia parar no Häagen-Dazs para um chocolate quente ou no Restaurante Pomme de Pain para várias opções de sanduíches em baguetes (nada industrializados), quentinhos e baratos. No Natal, aqui também são colocadas as tais barracas que nem no Trocadero. Entre o comércio e o jardim fica a Place de La Concorde, onde o rei Luis XVI e Maria Antonieta foram guilhotinados. À esquerda da praça fica a Igreja da Madeleine ao fundo, também muito bonita. Entre a Place de La Concorde e o Jardim tem uma roda-gigante que oferece uma vista incrível da região e da torre, mas as fotos infelizmente não ficaram boas lá de cima.

O Jardim de Tuileries fica entre o Louvre e a Place de la Concorde. Paralelo à Rue de Rivoli e ao Sena (exatamente do lado oposto do Museu d'Orsay, ou seja, boas fotos do museu deste lado do rio), ele é Patrimônio Mundial da Unesco. São grandes gramados, com lagos e estátuas de Rodin, Giacometti e Maillol. No fim do jardim está a entrada principal do Museu do Louvre.



Vista do Arco do Triunfo

5. Catedral de Notre Dame - Cenário do filme Corcunda de Notre Dame, a Catedral fica na Île de la Cité e é a igreja mais famosa da cidade. São mais de 850 anos de história! Nomeado bispo de Paris em 1160 , Maurice de Sully decidiu dar à capital uma catedral digna da maior cidade da França, com uma arquitetura gótica. A construção começou em 1163, e foi concluída em 1272. A Catedral é dedicada à Maria, Mãe de Deus (Notre-Dame de Paris = Nossa Senhora de Paris). São 37 imagens dela espalhadas pela igreja, entre esculturas, vitrais, pinturas, etc. Ela é símbolo da cidade não só por sua imponência, mas também por ter sido palco de uma série de episódios históricos, como em 1804 em que o Papa Pio VII coroou Napoleão I Imperador da França.

Além da fachada, sua beleza está principalmente nos grandes vitrais coloridos. É um estilo de igreja que nos agrada mais, parece mais alegre. Ela fica aberta todos os dias do ano de 8h às 18h45. Quem quiser ainda pode subir em suas torres para ver as gárgulas e ter mais uma vista linda de Paris. São 387 degraus, sem elevador. A visita também é gratuita, mas começa 10 e terminas 17h30.


6. Museu Carnavalet - Localizado em Marais, é este museu que conta a história da cidade de Paris. São duas mansões com cem quartos e jardins que abrigam uma grande variedade de obras de arte, objetos, memórias e modelos que mostram o aparecimento de La Capitale e que se referem a vida cotidiana e intelectual no local (mostram hábitos e costumes dos franceses). O interior foi recriado para representar do século XVII ao século XX deixa ainda mais legal a caminhada ao longo da história. Fica aberto de terça a domingo (exceto feriados), das 10h às 18h (última entrada às 17:30).

O edifício foi construído em 1548 e reconstruído no século XVII por François Mansart. Foi habitado por Madame de Sévigné de 1677 à 1696. O museu foi inaugurado em 1880.

7. Capela Nossa Senhora da Medalha Milagrosa (Chapelle Notre Dame de La Medaille Miraculeuse) - Mais simples do que Notre Dame de Paris ou Sacre Coeur de Montmartre, essa capela é charmosa, cheia de história, devoção e mais íntima. Rés a lenda que a Virgem Maria apareceu em 1830, a uma noviça das Filhas da Caridade, Santa Catarina Labouré, para oferecer ao mundo uma medalha. Em fevereiro de 1832, uma epidemia de cólera atingiu Paris e mais de 20.000 pessoas morreram. As Filhas da Caridade então começaram a distribuir as primeiras medalhas para proteger a população. Depois disso, conseguiram curar muitas pessoas, por isso ficou conhecida como a medalha "milagrosa". Próximo ao altar, está o corpo exumado de Santa Catarine Labouré de um lado e Santa Luísa do outro.

Ela fica aberta para visitação todos os dias de 7h45 à 13 horas e de 14h30 às 19 horas. Às terças-feiras, de 7h45 às 19h. Fica perto do Jardim de Luxemburgo. Lá mesmo podemos comprar as medalhas de vários tamanhos e benzê-las, e livros contando esta história do mistério da fé.



8. Arc de Triomph e Grand Arc La Defénse - O Arco do Triunfo foi construído a pedido de Napoleão para homenagear os líderes militares e as vitórias da Revolução Francesa, Consulado e Império. Em 1814, Napoleão abdicou e todo o trabalho no Arco do Triunfo foi interrompido. Foram dez anos sem mexer na obra. O Rei Luís XVIII ordenou a retomada do trabalho sobre o Arco do Triunfo mas com uma nova intenção - honrar seu sobrinho e sucesso de seu exército na Espanha. Com a Revolução de 1830 o Arco do Triunfo finalmente foi concluído honrando exércitos revolucionários e imperiais, líderes e vitórias. Túmulo do Soldado Desconhecido - Um soldado não identificado foi sepultado no túmulo do soldado desconhecido sob o arco em 1921 com a inscrição "Ici repouso un soldat Français pour la mort patrie" (em português: "Aqui jaz um soldado francês que morreu por seu país") para homenagear aqueles que morreram pela a França e nunca foram identificados.



O Grande Arco de La Defénse foi inaugurado em 1989, para comemorar o bicentenário da Revolução Francesa. Ele fica do lado oposto da Champs-Elysees do Arco do Triunfo, na parte moderna e de negócios de Paris. É a última parada da linha 1 do metrô. É possível ver um arco do outro.



9. Jardin du Luxembourg - O Jardim do Luxemburgo é o maior parque público da cidade, com mais de 224 mil m². Ele é uma mistura de arte e natureza, decorado com uma coleção de estátuas e com pequenos lagos. Mesmo no inverno, ele é um dos lugares mais gostosos de Paris. O jardim tem um pequeno teatro de fantoches, um pomar enoooorme e parquinho para a criançada.

Ele foi criado em 1611, por Maria de Médicis, viúva de Henrique IV, que decidiu construir uma réplica do grandioso Palácio Pitti, na Itália, querendo recriar os jardins que ela conheceu quando criança em Florença.

10. Galeries Lafayette - A galeria é um dos endereços clássicos de compras na cidade da luz. São seções dedicadas à moda masculina, feminina e infantil, com marcas como Chanel, Dior, Prada e Zara. Maaaas, ela é muito mais do que isso. Por fora é uma construção típica de Paris, mas por dentro, uma cúpula de cristal, com 33 metros de altura, fechada em uma moldura de metal esculpido com motivos florais em estilo bizantino muda o ambiente. Vale a visita, mesmo sem querer comprar nada.


0 comentários:

Copyright © 2012 Passaporte Pronto?. Copyright © 2012 Logo desenvolvida por Vitor Quinet.