INHOTIM no Google Art Project


Semana passada começou a captação das imagens das obras do Inhotim, na região metropolitana de Belo Horizonte, para o Google Art Project, uma ferramenta que permite ao usuário visitar museus localizados nos mais diversos lugares do mundo por meio da internet.

À princípio, mais de 90 obras de 46 artistas diferentes foram selecionadas para apresentar o singular museu mineiro. Entre elas, Bean Drop, do artista Chris Burden, Celacanto Provoca Maremoto, de Adriana Varejão e Desvio para o Vermelho, de Cildo Meireles. As imagens serão gravadas e catalogadas para fazer parte do acervo virtual.

Obras interativas, como o Sonic Pavillion, que capta os sons da terra, vão ter a ajuda de texto e áudio, além do vídeo, para a experiência de quem está em casa ser mais completa.

As imagens são em alta definição e, em alguns casos, é possível fazer uma visita virtual às alas e corredores do museu. O caminho faz parte da experiência. No caso do INHOTIM, vai ser possível ver os jardins de Burle Marx que levam até as obras e dão um charme a mais para o lugar.

Ainda não existe uma previsão de quando o INHOTIM vai estar na internet. A publicação demora de 2 à 3 meses depois da captura das imagens, porque elas são tratadas antes de serem disponibilizadas. A expectativa é de que mais tarde consigam captar mais obras e colocar online a maior parte possível.

Mais de 200 museus de todo o mundo já disponibilizaram mais de 40 mil obras no portal. O acesso é gratuito. Os internautas podem criar as próprias galerias e compartilhar nas redes sociais. A Pinacoteca e o MAM, em São Paulo, já disponibilizaram suas obras no site. Além de visualizar as obras em detalhes, os usuários também podem visitar o interior dos museus, pelo Street View .


0 comentários:

Copyright © 2012 Passaporte Pronto?. Copyright © 2012 Logo desenvolvida por Vitor Quinet.