Amsterdã

Amsterdã é uma cidade simplesmente linda. As casas, os canais, os barcos... é tudo lindo. Mas, os hotéis são caríssimos e só dois pontos turísticos realmente impressionaram.

Ficamos no Hotel Dikker & Thijs Fenice. Ele fica na região de Leidseplein - não precisamos do metrô ou do tram (é tram que chama mesmo. É uma espécie de bondinho) nem uma vez. O bom deste lugar é que é mais ou menos perto de tudo e tem vida noturna, então as ruas estavam sempre movimentadas, sem perigo.

Chegamos na hora do almoço e, para dar tempo de visitar a Heineken Experience, comemos rapidinho em um dos vários restaurantes de fast food perto do hotel - o FEBO. Ele é bem comum na cidade. Além de baratinho, é muito legal, porque uma das opções é pegar a sua refeição naquelas máquinas de autoatendimento. Tipo, pegar um hambúrguer naquelas máquinas.


A Heineken Experience é uma espécie de museu interativo da cerveja holandesa. Não é um museu qualquer - podemos experimentar várias fases da bebida, brindamos, bebemos, passamos por brinquedos e tudo mais. Este passeio está no TOP 2 da cidade. Gastamos facilmente cerca de 3 horas lá dentro. Ele está aberto todos os dias, de 11h às 19h, sendo o último acesso às 17h30 - nos fins de semana, é até 18h30.  O ingresso custa 18€ e dá direito a 2 chopps, brindes e um passeio de barco até a loja principal da marca. No passeio de barco, um funcionário da Heineken explica cada lugar em que passamos - achamos este o melhor tour da cidade mesmo sendo curto.








A Anne Frank Huis é a outra atração TOP 2 da cidade. Ela foi o nosso primeiro destino no outro dia de manhã.

Anne Frank foi uma menina judia que escreveu um diário (O Diário de Anne Frank) de quando a sua família se escondeu dos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Ela , a mãe, a irmã e alguns outros moradores do "Anexo Secreto" morreram um mês antes da guerra acabar. A casa onde ficaram se tornou patrimônio da Unesco. É super emocionante entrar lá. Mesmo para quem não leu o livro.

As filas para entrar em qualquer época do ano são quilométricas. Vários amigos nos deram uma dica de ouro antes da viagem: comprar o ingresso pela internet - com no mínimo dois meses de antecedência!! A fila de quem já esta com o ingresso na mão é bem menor. É preciso escolher o dia e o horário da visita. Como escolhemos o primeiro horário do dia, pudemos apreciar cada detalhe antes dos cômodos ficarem lotados. Fomos literalmente as primeiras a entrar.

O museu fica aberto diariamente de 9h às 21h (exceto de setembro a março - fecha 19h), sendo a última admissão meia hora antes do horário de fechamento. Crianças de 10 à 17 anos, pagam €4,50 e adultos pagam €9. Não é permitido tirar fotos lá dentro.


Por causa do frio e da chuva, resolvemos fazer um passeio de barco pelos canais. Não valeu muito a pena porque tinha tanta neblina lá fora que era difícil enxergar as coisas.


Estacionamento de Bicicletas





2 comentários:

  1. Frustração de vida: não conheço Amsterdã. É um sonho antigo, mas ainda não rolou. Quem sabe em breve. =)

    ResponderExcluir
  2. Rafa, a cidade é linda! Só o tempo não ajudou. Não deixe de ir! =)

    ResponderExcluir

Copyright © 2012 Passaporte Pronto?. Copyright © 2012 Logo desenvolvida por Vitor Quinet.