Paris - dezembro/2012 - parte 2

Começamos o dia na Torre Eiffel. Ela abre às 9h30, por isso, chegamos um pouco mais cedo para tirarmos fotos do Trocadero e descer a pé. Muito fácil chegar lá. Tem uma linha de metrô de mesmo nome que para a alguns metros do lugar bom de tirar foto. No Trocadero tem um museu, mas fomos para lá mesmo porque é o melhor lugar para tirar fotos com a torre/da torre.



Fomos andando para a torre e tirando fotos no caminho. Quando chegamos lá embaixo tinha uma fila enoooorme para comprar ingressos. Isso porque ela estava abrindo. Dá para comprar os tickets para subir apenas até a metade da torre ou até a pontinha, lá em cima. Da metade da torre, a vista já é linda. Tem restaurantes, lojinhas e até binóculos. Para adultos, custa €8,50 até o andar do meio e  €14 até o topo. Para adolescentes de 12 a 24 anos, a entrada até o meio custa  €7 e até o topo  €12,50. Para mais informações e atualização do preço, clique aqui. Quando finalmente foi a nossa vez de comprar, os ingressos até o topo já tinham esgotado. Aí aprendemos que essas coisas em época de muito turista devem ser compradas pela internet (clique aqui). De qualquer maneira, foi ótima a nossa visita até o meio. A vista já é maravilhosa e conseguimos tirar várias fotos.


Gastamos cerca de 2 horas lá dentro. Voltamos para o ônibus de turismo e pegamos a linha Montmartre. A primeira coisa no bairro é ver o famoso teatro Moulin Rouge. Para quem é fã do musical que se passa lá, o teatro é decepcionante. Ele é pequeno e fica no meio de outros prédios (veja fotos no outro post). O Moulin Rouge fica na esquina de uma avenida com a rua do café da Amélie Poulin, o De Deux Moulin. Subimos a rua a pé e almoçamos no café. É mágico lá dentro. Pessoalmente, adoro o filme O Fabuloso Destino de Amélie Poulin, então amei o lugar. A comida estava boa, mas não é muito barato.




Fizemos um pit-stop na Paul Boulangerie (era em frente) para comer de sobremesa um Macaron verdadeiramente francês. Em Paris existem várias lojas específicas de Macarons, mas é super caro. A Paul é bem famosa na cidade. Está por toda parte. Eles não são educados com os turistas, mas os pães e os doces de lá são uma delícia. O Macaron é muito gostoso e não é caro como em outros lugares.

Subimos a pé para a Place de Tertre, que é um dos lugares mais charmosos da cidade. Para quem gosta, em volta da praça tem vários restaurantes bonitinhos que tem a famosa sopa de cebola de Montmartre.


Andamos pelas charmosas ruelas e chegamos na Igreja Sacré-Cœur de Montmartre. A basílica é um verdadeiro símbolo de Paris. A entrada é gratuita e não pode tirar fotos lá dentro. Na escadaria em frente a igreja, acontecem vários shows, tem várias pessoas sentadas, é muito animado. Como é na parte mais alta da cidade, a vista é privilegiada.



Descemos o resto da escadaria de funicular - é o mesmo ticket do metrô. Lá embaixo tem uma praça com um carrossel e mais ruelas charmosas.

Esperamos mais de 50 minutos pelo ônibus de turismo L'Open Tour. Desistimos de esperar e pegamos um metrô para a Champs-Elysées. Descemos no Louvre para conferir se era noite do museu (cada dia da semana um museu em Paris fica aberto até mais tarde), mas infelizmente não era. Lá fora estava uma chuva fenomenal. Resolvemos ir patinar no gelo no Grand Palais. Melhor coisa. Nunca tinha entrado lá e é lindo (como todas as construções em Paris)!


Terminamos a noite jantando em um restaurante perto do hotel. O Quartier Latin tem vááários restaurantes/bares. O bom mesmo é sair andando por lá e ver qual agrada. Nós comemos crepe em um restaurante minúsculo e foi super agradável.

0 comentários:

Copyright © 2012 Passaporte Pronto?. Copyright © 2012 Logo desenvolvida por Vitor Quinet.